quinta-feira, 6 de julho de 2017

BEERPACK #01

Já está ficando redundante escrever isso aqui, mas quase não tenho tido tempo para escrever. E de certa maneira, essa falta de tempo acaba se transformando em um bloqueio criativo. Às vezes eu sento para escrever sobre as coisas que mais gosto e não sai nada. Mas enfim, hoje deu pra colocar em pratica o primeiro post de uma série que pretendo fazer daqui pra frente sempre que possível, então espero que compreendam a falta de periodicidade.

Pouco tempo atrás resolvi fazer uma assinatura de cerveja. Hoje com esse boom das cervejas especiais existem vários serviços de assinatura e apesar do preço não ser tão camarada assim, acabei optando por fazer pois tenho a possibilidade de experimentar cervejas novas (algumas provavelmente eu nunca iria encontrar pra comprar aqui na região). Escolhi o Beer Pack do Clube do Malte, que tem o melhor custo x benefício principalmente com relação ao frete que e sempre o que encarece as compras de cerveja na internet. Ele é composto por 4 cervejas e um copo diferentes todo mês e nesse plano de assinatura ainda veio um growler no primeiro pack.

Hump Beer American Lager


Tipo: American Lager
Graduação Alcoólica: 4,50% vol
Volume: 355 ml
Cerveja de coloração dourada e translucida. Creme branco de baixa formação mas que persiste. Aroma maltado com notas herbais e gramíneos. Sabor maltado, de dulçor moderado com ótimo contraste de lúpulo que se mantem no aftertaste no final seco.

Hump Beer APA


Tipo: American Pale Ale
Graduação Alcoólica: 5,20% vol
Volume: 355 ml
Coloração acobreada com espuma clara de boa formação e duração. Ao abrir a garrafa e colocar a cerveja no copo já é possível sentir a presença de lúpulo, com notas herbáceas e cítricas. Corpo médio com características suaves de malte e amargor bem pronunciado que persiste no aftertaste. Uma APA com ótima drinkability.

Warsteiner Premium Verum


Tipo: German Pilsner
Graduação Alcoólica: 4,80% vol
Volume: 330ml
Cerveja de coloração amarelo acobreado com espuma de boa formação e duração. Aroma maltado com pouca presença de lúpulo. Sabor com notas de caramelo e um leve tostado com final seco e pouca presença de lúpulo.

Warsteiner Roasted Barley Malt


Tipo: Dunkel
Graduação Alcoólica: 4,80% vol
Volume: 330ml
Cerveja de cor marrom acobreado com creme bege de boa formação e média duração. Aroma maltado com notas de caramelo e toffee. No sabor o dulçor do malte e notas de caramelo e leve tostado são as estrelas. O amargor é muito suave e quase não aparece. Corpo e carbonatação são médios.

3 comentários:

  1. Cara, realmente, sobre a falta de tempo/idéias para manter os blogs no ar ativos, não é somente você quem está sofrendo. Comecei acompanhar seu blog e mais alguns outros (old dog, lord of motors, gasoline sauce, BH riders, true biker) na mesma época ano passado, todos vocês escreviam muito bem e sobre a mesma temática praticamente, com pouca variação, mas sempre muito interessante, mas de repente todos ao mesmo tempo começaram a ter imprevistos, ou algum infortúnio que afetou diretamente a produção de conteúdo dos sites, o BH inclusive já encerrou oficialmente. Não sei o que acontece (na verdade sei, a correria é tensa mesmo), mas tá osso de encontrar um blog massa como o de vcs que consiga manter a periodicidade de publicações. Não é uma critica, longe disso, é mais um desabafo de um leitor que está em crise pra encontrar boas leituras novamente...
    Espero que não perca a inspiração e volte a escrever pra esses fulaninhos do lado de cá da telinha. Bons ventos, bons rides e forte abraço!

    ResponderExcluir
  2. Serginho meu camarada, esse tipo de feedback é o que me mantém na ativa ainda. Muito obrigado mesmo por acompanhar o blog.
    E realmente, manter o blog sempre com conteúdo novo necessita de uma certa dedicação, tempo esse que não estou tendo e consequentemente a correria acaba deixando a gente com o que eu chamo de bloqueio criativo. Tem dias que consigo chegar mais cedo, abro o blog pra escrever algo novo e não sai nada. Acho que isso acontece também com o Bayer do ODC, o Márcio Vital do BH Riders, Martins do Digital Inferno e mais uma série de caras que eu acompanho também (alguns foram fontes de inspiração para eu criar o Barbados). Às vezes é preciso se reinventar e acho que o Barbados está chegando perto desse momento. Vamos ver o que acontece né!

    Novamente muito obrigado pelos elogios e nos vemos na estrada!

    ResponderExcluir
  3. Não deixa a peteca cair não irmão, dá uma driblada no tempo e manda ver no site, que é bom demais, na maioria das vezes não comento em canto algum, sou mais consumista de conteúdo do que conversador, rsrs, mas estou sempre dando uma passadinha pra averiguar as novidades motociclísticas ou cervejeiras. Pode até se reinventar, só não mude os temas, hahaha. Abraço.

    ResponderExcluir