domingo, 28 de agosto de 2016

STONE BROTHERS CERVEJARIA - EVENTO DE LANÇAMENTO

Continuando a saga cervejeira, tivemos que alterar o nome. Depois do evento em Miraí, encontramos uma cerveja com o mesmo nome. Brutos era algo que resumia bem o nosso conceito de fazer cervejas fortes e robustas, então foi um pouco difícil conseguir outro nome com tanto peso e identidade. Vários nomes vieram a mesa e Stone Brothers foi algo que nos agradou bastante.

Nesse meio tempo de mudança de nome e criação de uma identidade visual para a marca, fomos participar da primeira edição do Quintal em Ubá. O evento funcionou no formato de uma feirinha com roupas, livros, artesanato, comida e bebida de primeira.


Foi o lançamento da Stone Brothers e não poderia ter sido melhor. Vendemos todo o nosso estoque antes da metade do evento. Pelo menos deu pra aproveitar mais o evento depois que fechamos a nossa barraquinha.


Além disso, foi o show de estreia de um grande amigo nosso. A banda Crua botou pra quebrar!


Em resumo, todo mundo que compareceu adorou o evento e já estamos esperando o próximo. Até lá estamos preparando novas receitas e muitas surpresas para o público cervejeiro.

WHAT THE FUCK? #42

Pecado fazer isso com a Ducati.

HARBOE GOLD

Mais um vez deixei o blog parado e provavelmente vou continuar com um ritmo menor de postagens até o final do ano. Estou tentando dividir meu tempo entre o novo trabalho, TCC, fabricação de cerveja e quase não estou tendo tempo para beber minha própria cerveja, andar de moto e escrever aqui. Enfim, espero que entendam o porque do blog estar meio abandonado e sempre que tiver uma oportunidade estarei postando.


Graduação Alcoólica: 5,90% vol
Tipo: Pilsen
Volume: 500ml
Cerveja clara, translúcida, espuma branca de média formação e baixa duração. Aroma sútil, com pouca presença de lúpulo, achei fraco. Apesar do corpo leve ela tem um amargor bem inserido. Não é nada demais, mas pelo menos não deixou a desejar. Bem carbonatada! É um rótulo legal, se levarmos em conta o preço e por ser em lata. Fica mais fácil de transportar e dá pra comprar um monte, hehehe.

terça-feira, 9 de agosto de 2016

FOTOS DOS LEITORES #08

Fazia um bom tempo que não postava nada nessa seção. As fotos dos leitores são sempre de alguns amigos meus que viajam bastante, mas que não são viciados nas duas rodas como eu. Isso é muito massa porque eles sempre se lembram de mim quando vêem uma moto customizada ou que não conhecem. Ainda vou levar vocês pra viajar comigo de moto!

Quem mandou as fotos dessa vêz foi o Victor Almeida, o cara mais europeu que eu conheço. Hahaha!
Diretamente da França e Alemanha.

Harley Davidson - Sportster Iron 883 / Paris

DKW - TR / Munique

Tá aí uma moto que não sei muita coisa. Vou pesquisar um pouco sobre a fabricante DKW e fazer um post.

Por hoje é só isso. Valeu mais uma vez pelas fotos meu parça!

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

BELO HORIZONTE-MG / VISITA ÀS CERVEJARIAS BACKER E WÄLS

Recentemente estive em BH com o intuito de visitar pelo menos uma cervejaria. Dei uma olhada na internet, e as cervejarias Backer e Wäls abrem as portas para visitação aos sábados. Definido o que eu iria fazer, era só pegar a estrada bem cedinho.

Cheguei na Backer, e pra minha decepção a visita tinha que ser agendada. No site, fala realmente que tinha que ligar mas como não tenho tempo durante a semana acabei indo sem ligar. Então pra quem tiver o interesse de visitar as instalações ligue e agende com antecedência. Mas nem por isso deixei de conhecer o Templo Cervejeiro (restaurante da fábrica que serve todas as cervejas em várias torneiras e ainda conta com um cheff para harmonizações). Não fiquei para almoçar, mas comprei uma cerveja para levar pra casa. Ainda não bebi, mas assim que beber fado um review.




Como ainda iria na Wäls, saí da Backer sem beber nadinha mesmo com uma vontade enorme de beber todos os rótulos. Os dois bares estão localizado próximos ao centro da cidade, gastei cerca de trinta minutos entre um e outro.


Assim como o Templo Cervejeiro, o Tasting Room é um espaço dedicado ao consumidor com loja de souvenirs, torneiras de chopp e alguns pratos para harmonizar com as cervejas.





Cheguei por volta de uma da tarde e já que a visitação era a partir das três, fui obrigado a degustar alguns rótulos. Optei pelo taster: são quatro copos com os rótulos para serem escolhidos que vem em uma régua de madeira.


Os rótulos escolhidos foram (da esq. para a dir.): Cristal, Oito e Um, Niobium e a receita do mestre cervejeiro, uma IPA com adição de café. A receita do mestre cervejeiro são rótulos experimentais e a cada sábado é um novo rótulo.

A foto ficou fora de ordem, mas a degustação foi feita do estilo mais leve para os mais encorpados.

Cristal

Graduação Alcóolica: ND
Tipo: Pilsen
Volume: 200ml
Coloração amarelo ouro. Creme branco de média formação e duração. Cerveja leve, aroma maltado com notas herbais. Carbonatação média e final seco. Uma pilsen bem equilibrada.

Receita do Mestre

Graduação Alcóolica: ND
Tipo: IPA
Volume: 200ml
De cor alaranjada, creme branco de média formação e duração. Aroma frutado e cítrico, com notas de café. Corpo médio, com sabor maltado, bem lupulado e a presença inconfundível do café no começo do gole. Já o final é seco e com amargor que persiste no aftertaste.

Niobium

Graduação Alcóolica: 9,00% vol
Tipo: Imperial Double IPA
Volume: 200ml
Cerveja de cor avermelhada, creme bege de boa formação e duração. Aroma herbal e cítrico. Bem equilibrada com sabor maltado e presença marcante do lúpulo que permanece no aftertaste.
Uma curiosidade sobre essa cerveja é a unidade de amargor. Os 93 IBU dessa potente IPA não são mero acaso em relação ao nome. Os irmãos (Thiago e José Felipe) e diretores da cervejaria foram criados na cidade de Araxá, que é rica em Nióbio. O elemento químico tem o valor de 93 como massa atômica, daí a homenagem à cidade em forma de cerveja.

Oito e um

Graduação Alcóolica: 4,00% vol
Tipo: Session Stout
Volume: 200ml
Cerveja escura, creme bege de boa formação e duração. Aroma de café, toffee e notas de maltes torrados. Corpo médio e bem equilibrado.
Essa cerveja foi feita através de uma parceria entre Wäls e Bohemia com uma proposta parecida com a da Session Citra IPA de atingir um público alvo maior e que ainda não tenha desenvolvido o paladar para cervejas mais complexas.

Depois foi a hora de conhecer a instalação fabril. O local é pequeno, mas bem organizado. Não estava em funcionamento, até porque segundo o Ricardo Canabrava (mestre cervejeiro) o pessoal que trabalha durante a semana na produção é o mesmo que atente os pedidos durante o sábado.


Desde já gostaria de deixar meu agradecimento a todo pessoal que trabalha na Wäls e no Tasting Room pelo ótimo atendimento. Pretendo voltar assim que possível e levar a cerveja que prometi ao Ricardo. Quero ver se da próxima vez consigo visitar a fábrica da Backer e quem sabe outras cervejarias. Essa interação com quem está no ramo é muito legal e acho que só tem a agregar.

Pra finalizar fui agraciado com esse belo final de tarde na volta para casa. Valeu demais!

domingo, 7 de agosto de 2016

WÄLS - SESSION CITRA IPA

Esse rótulo traz uma proposta um pouco diferente, uma IPA super aromática, com corpo leve e amargor suave com a proposta de agradar quem não está acostumado com uma IPA clássica.
A Wäls está sempre inovando tanto nas receitas quanto nos rótulos. Esse é inspirado no " The silkscreen Movement" . Uma manifestação artística dos anos 80, que se iniciou no Texas. É um misto de imagens que simbolizam o punk rock e psicodelias.


Graduação Alcoólica: 3,90% vol
Tipo: Session IPA
Volume: 350 ml
De coloração amarelo dourado e espuma de média formação. Produzida com uma adição extra, mas super extra do lúpulo citra ela apresenta aromas cítricos e herbais. O corpo é leve com sabor maltado e pouca presença de lúpulo. É uma proposta diferente se levarmos em consideração que é uma IPA e o aroma muito intenso chega a ser enjoativo para se beber grandes quantidades

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

DICA DE LIVRO #02 - CERVEJA FEITA EM CASA

Hoje volto com o dica de livro e dessa vez trago um exemplar para iniciantes e iniciados no universo cervejeiro. Comprei esse já faz um tempinho, mas só agora que resolvi falar sobre ele.


É um livro bem didático que traz todos os processos de produção caseira, desde a utilização de extratos até a fabricação all grain, que é o que faço hoje. Para quem não sabe a produção com extrato é muito popular nos EUA pois permite produzir as receitas mais conhecidas com mais facilidade, em contra-partida limite o cervejeiro quando o assunto é fazer modificações na receita como adição de frutas ou condimentos. Já o método all grain, seja ele biab (brew in a bag) ou três panelas, permite uma gama de experimentações mesmo sendo um pouco mais trabalhoso. Enfim, não quero me aprofundar muito no assunto e deixar o livro de lado.


Além dos processos de fabricação, desde brassagem até maturação e envase o livro traz alguns quadros comparativos bem interessantes para utilização de maltes, lúpulos e leveduras. Conta ainda com 100 receitas que vão de Stouts até Fruit Beers.



Apesar da facilidade com que encontramos receitas na internet além da possibilidade de estar criando a própria receita, acho que o livro pode ser uma boa fonte de informação principalmente para quem está começando a produzir e quer ir se arriscando aos poucos. Ele é facilmente encontrado e tem o preço médio de R$60,00. Não é tão baratinho, mas acho que valha a pena.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

TÉNÉRÉ - TROCA DA RAIAÇÃO TRASEIRA

Recentemente estava me organizando para uma viagem e percebi alguns raios bambos na roda traseira. Levei a moto na oficina para dar uma apertada e rodar com a consciência mais tranquila, mas quando desamontamos olha a surpresa.


Os raios que eu achei que estavam bambos, na verdade estavam quebrados. Fomos tirando e no final devia ter uns sete. Tinha que colocar os novos, porém na oficina não tinha o kit de raios original mas tinha o de 4mm. Como eu precisa da moto naquele dia e a roda já estava desamontada e com alguns raios a menos resolvi trocar tudo e colocar o kit completo.


Raio novo, roda balanceada e pronta para pegar a estrada. Conto como foi a viagem nas próximas postagens.