segunda-feira, 31 de agosto de 2015

WHAT THE FUCK? #16

Continuando a série sobre os cruzamentos entre motocicletas. É isso que dá quando uma HD Sportster fica perto de uma Vespa.

sábado, 29 de agosto de 2015

GOSTA DE CERVEJA PRETA?

O pessoal do Loucos por Ales fez uma postagem muito interessante sobre como são feitas as cervejas escuras de grande distribuição.


Vou colocar uma parte do post aqui embaixo.

Cervejas escuras como a Munich e a Malzbier nessas empresas são feitas essencialmente do refugo de pilsen durante o envase, aquele volume final do tanque que não é bombeado. Esse refugo é transferido para um outro tanque na cervejaria, onde, após atingir um certo volume, são adicionados açúcar e corante caramelo e o produto segue novamente para o envase.

O post completo você pode ver aqui. E essas cervejas acima são só as mais conhecidas.

Puta que pariu! Se as Pilsen de grande distribuição já não são grande coisa, o que dizer dessas ai então que usam o que não serve para a outra. Das cervejas que estão na foto, a única que eu já bebi foi a Brahma Malzbier e ainda assim fiz uma manobra pra beber.

Eu não sabia desse "detalhe" sobra a produção dessas cervejas, mas também nunca fui de comprar delas e depois dessa eu não compro mesmo!

domingo, 23 de agosto de 2015

EISENBAHN - PALE ALE

Eisenbahn já está no mercado há mais de 10 anos e possui uma boa gama de produtos e com altíssima qualidade. Essa Pale Ale é mais uma, que possui ótimo equilíbrio e drinkability.


Graduação Alcoólica: 4,80% vol
Tipo: Pale Ale
Possui coloração âmbar, paladar e amargor mais encorpados, boa formação de espuma, aroma frutado e com boa presença de lúpulo.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

PERFIL DO MOTORISTA DE CIDADE PEQUENA... OU SERIA DO BRASIL?

Pra quem viu a postagem sobre o perfil do motociclista de SP que o brother Marcão escreveu, o post de hoje vai como complemento sobre essa brincadeira com os estereótipos. E se você não leu o outro post, clica no link e morra de rir.

Queria agradecer ao amigo “anônimo” que comentou na outra postagem dando a ideia de fazer essa aqui. Valeu!

Então vamos aos tipos encontrados aqui no "meio rural", que hoje em dia tem mais carro do que as vias suportam em determinado momento do dia e se atravessar uma bicicleta já vira um congestionamento de 3 carros.

O “Velhinho” de Fusca


Vira e mexe tem um senhorzinho com seus 90 e poucos anos perambulando pelas ruas com seu Fusca azul bebê, ano 1900 e lá vai pedrada, dando tiro pra tudo que é lado e com velocidade máxima de 30km/h. Ele ocupa as duas pistas porque já não enxerga direito e tem medo de arrebentar os retrovisores alheios.

A “Madame” de SUV


Essa eu acho que tem em qualquer lugar. Tem entre 30 e 50 anos, o maridão banca tudo, vive dentro do seu carrinho, como se ali fosse o centro do universo. Anda toda emperiquitada e mexendo no smartphone o tempo todo, deve ser pra ver os likes nas redes sociais. Não dá seta quase hora nenhuma, e quando dá é para o lado errado. Anda na pista da esquerda a 20km/h enquanto a pista da direita está vazia.

Os Opaleiros


Esses caras devem ter complexo de pinto pequeno. Na faixa dos 30 anos, casado uma mulher chata que enche o saco por causa do carro. Se você pára do lado deles no sinal, já começam a acelerar igual doido e quando o sinal abre, saem cantando pneu e/ou fazendo aquele borrachão. O carro está sempre muito limpo e impecável. Só saem uma vez no mês pra dar aquele rolezinho básico.

O Carro de Som


Aqui no interior, o pessoal adora um carro cheio de som. É uma desgraça! Aquela porra passa e treme até as janelas da casa. Ai nego vai, compra um Fiat 147 todo fodido por mil conto e coloca um som que vale 3 mil ou mais. Sem falar naqueles que tiram o banco do carona pra colocar mais som naquela merda. Na maioria das vezes o motorista não é habilitado e não tem nem 18 anos.

O Carro Rebaixado


Uma coisa que o povo adora é rebaixar os carros. Mas como não tem dinheiro suficiente pra colocar uma suspenção à ar, eles cortam a mola no meio e o carro fica aquela coisa quicando igual minhoca no asfalto quente. Deve ser mais desconfortável que andar numa hardtail em estrada de terra. Além disso tudo, combinando com o fato de que em cidade pequena tem um quebra-molas a cada 100 metros, esses indivíduos tem que colocar o carro na diagonal e ocupar as duas pistas pra poder passar e não raspar o fundo. Esse cara tem o mesmo perfil do que tem som no carro, e algumas vezes tem uma combinação de carro rebaixado e lotado de som.

O Playboy de BMW


A esse cara não é exclusividade do mundo das duas rodas não. Ele também anda de carro! E faz questão de mostrar isso pra todo mundo, pois anda devagar quase parando, para em fila dupla, estaciona em local proibido. Tem entre 20 e 30 anos e ganhou o carro de presente do pai. É uma figura rara por aqui, mas de vez em quando agente esbarra com eles.

O Fazendeiro de Pickup


Esses caras acham que estão acima da lei, só porque o carro é grande. Andam que nem doido pra cima e pra baixo e jogam você pra fora da pista se der bobeira. O carro parece a minha moto que só vê água quando chove. E ainda assim continua sujo porque anda na lama, não dá nem pra ver a placa ou a cor do carro.

O Recém Habilitado


Esse cara juntou o dinheiro pra comprar o carro desde os 10 anos de idade, só que esqueceu que tinha que aprender a dirigir e tirar a habilitação, ai depois dos 30 ele começa a sair de casa com o carro. Se você encontra-lo vai reconhecer na mesma hora. O carro e um Fiat Uno prata, de duas portas e vive bem limpinho, todo original, nunca pegou uma rodovia.

O Não Habilitado


Esse cara se acha o Conan sobre quatro rodas. Aprendeu a dirigir com uns 7 anos no Chevetão do pai. Já teve vários carros, todos com mais de 20 anos de uso e só lembra da habilitação quando e multado. Vive dirigindo com uns goró na cabeça e ainda afirma que dirige mais quanto está alcoolizado. Conhece todos os atalhos da cidade e infringe toda e qualquer lei pra chegar no destino o mais rápido possível.

Assim como no outro post, o intuito aqui é descontrair-se um pouco e não ofender ninguém. Espero ter atingido meu objetivo e feito vocês darem algumas risadas. Abraço a todos e bom fim de semana.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

TROCANDO FILTRO E O ÓLEO

A troca do óleo e do filtro é o tipo de manutenção que é super tranquilo de se fazer em casa e é sempre um momento para interagir um pouco mais com a sua moto.


O assunto troca de óleo sempre gera certa polêmica nos bate-papos. Isso porque cada um troca com uma quilometragem. Para esse motor 250cc da Ténére por exemplo eu já vi cara que troca com mil e cara que troca com 4mil. Isso com o mesmo óleo nos dois casos.

O meu "mexânico" fala pra trocar de mil em mil. Lógico! Ele quer é vender, ainda mais com o Yamalube custando R$25,00. Estou pensando em colocar o Havoline da Texaco na próxima troca, já que todo mundo diz que o Yamalube é ele em outra embalagem.

Em relação à troca, eu costumo fazer entre 1500km e 2000km. Nunca deixo passar dos 2mil, porque quando chega nessa quilometragem as trocas de marcha já começam a ficar mais duras e se passar disso o óleo já dá uma diminuída no nível.


A troca do filtro é feita como em qualquer outra moto. A cada duas trocas de óleo troca-se o filtro. E que depois de 4000km já está bem sujo.


Procure efetuar a troca em local livre de impurezas, limpe bem a tampa do filtro e verifique se os aneis o-ring não precisam ser trocados.


Agora é só colocar o óleo novo e partir para a estrada.


quarta-feira, 19 de agosto de 2015

FOTOS DOS LEITORES #05

As fotos de hoje são do brother Victor Almeida, que já havia mandado algumas da Itália. Agora ele mandou das bikes que encontrou na Grécia.

Ducati - Multistrada 1000DS / Atenas

BMW - R1100 GS / Atenas

Kawasaki - ER-5 / Atenas

BMW - R60 / Atenas

Vespa - P200-E / Atenas

As fotos de hoje foram bem ecléticas. Desde Big Trails até Scooters. Viva a diversidade!

sábado, 15 de agosto de 2015

TWO MEXICAN

Mais duas cervejas mexicanas que dispensam apresentações. Estão no mercado há muito tempo e são boas opções dentro daquilo que se propõem.

Corona Extra


Graduação Alcoólica: 4,60% vol
Tipo: Pilsen
Possui coloração bem clara, amargor suave e um tom cítrico. Cerveja boa para se beber em dias quentes e em grandes quantidades.
Fabricada com o melhor lúpulo, escolhido nas regiões da Boêmia e Saaz, e com os melhores maltes alemães e americanos. Sua origem remonta ao ano de 1925, quando começou a ser produzida.
É exportada para mais de 150 países nos cinco continentes.

Dos Equis


Graduação Alcoólica: 4,50% vol
Tipo: Pilsen
Assim como a Corona, é uma autêntica Pilsen, porém com um amargor um pouco mais pronunciado que ela, mas nada exagerado. Também ideal para beber em dias quentes.
Criada em 1897, a cerveja foi nomeada originalmente "Siglio XX" (20° século) para homenagear a aproximação do novo milênio. A Dos Equis carrega o distintivo "XX", simbolizando a celebração do século perdido.

Infelizmente aqui no Brasil essas cervejas são vendidas por preços meio "abusivos" e não dá pra comprar uma caixa pra levar pro churrasco, mas tomar uma de vez em quando não faz mal.

terça-feira, 11 de agosto de 2015

CARRO DA HARLEY

Mais um projeto foda, que infelizmente não consegui muitas informações sobre.

Tudo que eu encontrei é que foi construído entre os anos 70 e 80 por esse cara chamado Trooper Trudeau.

O motor é um HD Flathead, não sei se ele fez alguma adaptação na transmissão para colocar marcha ré, ou se esse brinquedo ai só anda pra frente. Os pneus parecem de F1 e o tanque de gasolina, assim como todo do resto é handmade.

No mais é isso. Se alguém tiver conhecimento sobre esse projeto por favor mande aqui pro blog.



segunda-feira, 10 de agosto de 2015

MURIAÉ-MG / RESTAURANTE TRAIRÃO E ROLÉ PELA REDONDEZA

Pra encerrar bem as férias, nada melhor que um rolé. Mesmo que rapidinho, já dá um gás.


Passei por algumas cidades e alguns distritos.

Tuiutinga

Distrito de Guiricema

Muriaé



Almoço no Restaurante Trairão

Recomendo o prato da casa - Traíra Retalhada

Pirapanema

Assim como Piacatuba, Pirapanema possui um festival gastronômico que é bem famoso na região. Quem sabe não volte na época do festival.

Distrito de Muriaé

Além da gastronomia, outro atrativo do vilarejo é a rampa de voo livre. Mais um motivo para voltar lá.


Rosário da Limeira


O legal de ir nessas cidades pequenas, é que sempre você descobre algum outro lugar que te faz querer voltar lá.


Ainda passei por Ervália e Coimbra, respectivamente.



E antes que você me pergunte o porque de tanta foto de igreja, eu explico.

Cidades pequenas, principalmente no interior de Minas não possuem muitas construções ou atrativos em seus centros. Então, uma coisa que você vai encontrar em qualquer cidadezinha mineira é uma igreja.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

FOTOS DOS LEITORES #04

Mais algumas fotos enviadas pelo brother Belli.

Yamaha - Midnight Star / Petrópolis

Kawasaki - Ninja 250 / Rio de Janeiro

Dealer da Harley em Las Vegas

Departamento de cervejas em um supermercado, também em Vegas

Eu quero uma geladeira assim aqui em casa!