sábado, 30 de maio de 2015

HOFBRÄU MÜNCHNER - WEISSE

Como já falei, as cervejas de trigo são as minhas favoritas não só pelo seu sabor diferenciado mas pela ótima combinação que elas proporcionam com alguns pratos, como por exemplo o Yakissoba (valeu Paty).


A Hofbräu é uma típica weiss e apresenta todas as características do estilo, desde o sabor leve e refrescante até a coloração turva. Ela passa por filtragem então não apresenta as impurezas que são comuns nesse tipo de cerveja.


Graduação Alcoólica: 5,10% vol
Tipo: Weizenbier
A cervejaria Hofbräu foi fundada em 1589 por Willian V, Duque da Baviera e ajudou a criar e moldar a cultura cervejeira na cidade de Munique, Alemanha. A produção de cervejas Hofbräuhaus caminha rumo aos 500 anos desempenhando um papel fundamental na formação do patrimônio da cidade.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

SIDECAR CB 500

Mais um belo projeto que vi no Rocket Garage. Não tenho muitos detalhes sobre ele, já que as fotos foram retiradas de um anúncio da internet, mas as fotos já são suficientes.




terça-feira, 26 de maio de 2015

TÉNÉRÉ - FILTRO DE AR - LIMPEZA

Filtro de ar sujo, além de reduzir o desempenho da moto aumenta o consumo de combustível. Existem vários tipos de elementos filtrantes, e na Ténéré o filtro é de espuma. Esse tipo de filtro é muito utilizado em motos off-road e tem como vantagens a facilidade de limpeza, o que proporciona uma maior vida útil.

Para fazer a limpeza é só desmontar a tampa lateral direita e retirar o elemento filtrante.



De acordo com o manual, a limpeza deve ser feita a cada 5 mil km ou quando a moto for utilizada em condições anormais de poeira e umidade. Como comprei a moto tem pouco tempo ainda não tinha tido disponibilidade pra limpar o filtro, que deveria estar sem receber um cuidado há algum tempo julgando pelo estado que ele estava.


O filtro deve ser retirado da guia e limpo com querosene, que é o mais indicado por não agredir a espuma. Jamais limpe com gasolina!

O recipiente onde será feita a lavagem deve estar limpo e livre de impurezas.


Após a limpeza deve-se retirar todo o excesso de querosene apertando o elemento com as mãos. Jamais torça a espuma, pois isso pode danificá-la.


Aplique o óleo recomendado (isso está no manual) em toda a superfície do elemento e aperte-o para remover os excessos de óleo. Em relação ao uso ou não de um óleo específico fiquei na dúvida e perguntei para três pessoas.

Mecânico que só não sabe mexer na Shadow (entenda isso aqui) - "Limpo com querosene e aplico óleo hidráulico de freio".

Mecânico da Yamaha - "Agente nunca ouviu falar desse óleo não. Aqui nos lavamos com óleo diesel e depois só retiramos o excesso".

Meu amigo que faz trilha e saca muito de moto - "Cara, eu lavo com sabão ou detergente neutro e depois passo um pouco de óleo diesel".

No caso de não ter um óleo específico para filtros de ar, pode ser utilizado óleo de motor. Pelo menos nisso todos os três concordaram, então o óleo de motor não vai fazer mal.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

MOTO DO FILME #06 - AMERICAN CAPTAIN

Até o momento foram lançados dois filmes dessa nova série do American Captain e um terceiro já está sendo gravado. Vamos ver as motos dos dois primeiros.

AMERICAN CAPTAIN - THE FIRST AVENGER

No primeiro filme, a moto é uma réplica da WLA (utilizada pelo exército americano durante a 2° Guerra) feita a partir de uma Cross Bones.


Aqui uma WLA restaurada.


Outra moto que aparece nesse primeiro filme é a da Hydra.


O projeto inicial era utilizar um motor de V-Rod e fazer um chassi alongado, mas como eles não teriam tempo para fazer as motos optaram por simplifica-lo. Na esquerda o projeto inicial e na direita o final.


A moto base foi uma CRF250X da Honda que teve os pedais recuados para trás, proporcionando uma posição de pilotagem mais agressiva. As outras alterações foram estéticas, como por exemplo a carenagem que cobre todo o conjunto chassi-motor.

AMERICAN CAPTAIN 2 - THE WINTER SOLDIER

No começo do filme Steve Rogers aparece pilotando uma Blackline.


A moto que aparece nas cenas de ação foi a HD Street 750. Pelo menos o merchandising foi em cima dela. Mas a moto utilizada para fazer as cenas de ação parece ser uma Sportster com a parte cima (bolha, tanque, banco e traseira) da Street.



Observe as duas motos e veja o que tem de cada uma na foto de cima. Clique na foto para ampliar.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

TÉNÉRÉ DE CARA NOVA

O modelo 2016 da Ténéré 250 vai receber algumas mudanças. Além do novos grafismos, foram alterados a traseira, painel e o motor que passa a ser bicombustível.

Serão mantidas as cores cinza, azul e branco, e será lançada essa nova cor que eu não sei se é marrom ou vinho. Sinceramente preferia a vermelha, e esses novos grafismos também não me agradaram.


A traseira que sempre foi alvo de críticas foi redesenhada, recebeu um bagageiro de série e lanterna de LED. Esse foi um ponto positivo, pois uma moto que tem vocação trail não ter estrutura para transportar um baú é sacanagem.



O painel é todo digital e se parece muito com o painel das MTs, porém sem as mesmas funcionalidades. É muito bonito, mas continuo gostando mais do painel anterior que é dividido entre digital e analógico.


Em relação a essa nova motorização não tenho conhecimento técnico para falar e nem nunca pilotei uma moto com ele, que já está sendo montado na Fazer há algum tempo.

Particularmente não tenho vontade de ter uma moto que use álcool. Se for para ter uma moto ecologicamente correta, que seja elétrica.

Dentre essas modificações a que mais me agradou foi a traseira, que além de bonita tornou-se funcional, eliminando o uso de acessórios. Outras modificações pertinentes seriam a troca das rodas e da balança de aço por peças em alumínio. Vamos esperar pra ver se ano que vem aparece mais alguma coisa.

sábado, 16 de maio de 2015

FAXE PREMIUM

Um amigo já tinha me falado dessa cerveja, e um dia desses no mercado me deparei com ela. A lata de 1 litro parece uma lata de querosene. Negócio do demo.

Em relação a cerveja, tinha algum tempo que não bebia uma que me agradasse tanto. Sabor leve e refrescante, com boa presença de lúpulo. Com certeza está no meu top 10 junto de Amstel, Baltika, Eggenberg, Heineken, Stella entre outras.


Graduação Alcoólica: 5,00% vol
Tipo: Premium Lager
Importada da Dinamarca, só perde em vendas para a Carlsberg que é a n°1 do país. A cervejaria é localizada na cidade de Fakse e foi fundada em 1901 e é mais conhecida pelas suas cervejas com alto teor alcoólico.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

MONTANDO BAGAGEIRO E REFORÇO DO QUADRO

Essa semana chegaram o bagageiro (não é o baú, mas onde o ele é fixado) e o reforço do quadro, já que a ténéré não foi projetada para transportar cargas.

Esse erro de projeto foi corrigido finalmente. A nova linha 2016 está cheia de mudanças e o bagageiro de série é uma delas, mas isso é assunto para outro post.

Eu optei pelos acessórios da marca Scam. A instalação das duas peças é simples, rápida e um componente não depende do outro. Para realizar o serviço, você vai precisar de: chave allen 5mm; chave allen 6mm; chave combinada 12mm.

Comecei pelo reforço, que vem até com um manual de montagem.


A primeira coisa a ser feita é bambear os parafusos do suporte da pedaleira do carona, e retirar o parafuso traseiro. Não há necessidade de retirar o dianteiro.


As orelhas do reforço devem ser encaixadas entre o quadro e o suporte da pedaleira


A capa plástica de protege o escapamento atrapalha um pouco, então é melhor soltar os dois parafusos laterais dela. Isso já é suficiente para ela se mover e o reforço passar sem forçar nada.


A outra parte fica presa no quadro da moto, próximo à rabeta. Junto com ela vem um kit de parafuso, porca e arruelas para a fixação. É só seguir o manual que não tem erro.


O bagageiro também não tem dificuldade nenhuma. Com a chave 12 você tira as alças originais.


Não tem necessidade de desmontar mais nada. É só ter cuidado para colocar o bagageiro no lugar. Coloque um lado por baixo da rabeta e depois com ele todo encostado para dentro abaixe até encaixar.


Agora é só colocar os parafusos que vem junto.


Uma coisa importante é torquear corretamente todos os parafusos, para que não fique nada bambo.

terça-feira, 12 de maio de 2015

BARBADOS BROTHERHOOD - HISTÓRIA

Deveria ter escrito isso na primeira postagem. Não sei porque não o fiz, mas aqui vamos nós.

Como todo cara que gosta de andar de moto, no começo eu pensava em fazer parte de um MC (fazer cara de mau, risos), ou coisa do tipo. E em um encontro de motos criamos o nome Barbados. Dai uma semana depois um outro amigo (valeu Wallas) me chega com um monte de desenhos e que no final ficou assim.


Então o Barbados inicialmente seria um MC, mas nós decidimos ser um MG porque esse último "teria" mais haver com a nossa ideia.

Outro ponto importante foi que decidimos não passar os carros na frente dos bois. Não queríamos montar nada que fosse terminar daqui um ano ou menos. A quantidade de MC e MG que se tem por ai com dois ou três integrantes é muito grande e pouquíssimos vão pra frente. Se fosse pra ser algo desse tipo era melhor nem começar. A intenção era pedir a "permissão" para o MC mais velho, seguindo a tradição. Falando em tradição esse patch estaria fora dela, já que ele é dividido em 3 partes o que indica que o MC é 1%. Esse não era o nosso caso, mas isso já é outro assunto.

Mas para encerrar, decidimos não criar MC nem MG. Esse negócio está muito rotulado gera mais "grupinhos" do que a verdadeira irmandade. Eu prefiro ir onde quero e quando quero, com meus amigos ou sem eles.

Antes que alguém venha me crucificar, não tenho nada contra MC nenhum, nem contra quem monta um MC com duas pessoas. Só acho que isso não dá pra mim. Talvez um dia eu possa até criar um ou fazer parte de um existente, mas sinceramente não tenho essa intenção. Acho sim que os caras dos MCs são quem fazem o motociclismo no Brasil crescer e se manter e por isso merecem meu respeito, desde que me respeitem também.

E foi nesse meio tempo que decidi criar no blog. Comecei no Tumblr. e depois vim pra cá.

domingo, 10 de maio de 2015

quinta-feira, 7 de maio de 2015

10 RAZÕES PARA TER UMA MOTO

Não costumo postar vídeos aqui, porque não tenho muito tempo pra ficar assistindo. Mas essa semana me mandaram esse e eu chorei de rir.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

DEPOIS DE MUITO TEMPO... BEIJEI O CHÃO

É incrível como as coisas acontecem. Procuro andar sempre atento ao trânsito, para diminuir o risco de acidentes (nunca me envolvi em nenhum acidente e espero continuar assim), porque impedir é impossível e por mais habilidoso que você seja, uma hora o chão te chama. Seja por sua culpa ou por terceiros.

E ontem foi minha culpa. Estava saindo de casa, quando fui descer uma rampinha e por um momento devo ter pensado que estava na Shadow e quando procurei o apoio no chão... Pisei em falso, ai a moto já tombou e não teve jeito. Caí em câmera lenta e acabei batendo no retrovisor.


Felizmente não me machuquei e o único preju foi esse. Agora é manter a atenção e ficar esperto pra não pisar no ar de novo.

GUIDOVAL-MG / SERRA DA ONÇA

Apesar de não ter tido tempo para viajar com a Ténéré, consegui uma folguinha e fui até a Serra da Onça que fica na zona rural de Guidoval.


Mesmo morando em Guidoval a minha vida toda,esta foi a terceira ou quarta vez que fui lá. O que é até uma falta de respeito da minha parte como guidovalense, já que este "arraial" teve papel importante na história da cidade. Foi lá que Guido Marliére, permanecia quando estava na região e onde ele veio a falecer.

Nos últimos anos houve uma revitalização do local, com a instalação de alguns restaurantes que serviam comidas típicas e tinham música ao vivo nos finais de semana. Se por um lado teve um ponto positivo com o aumento da visitação, por outro isso gerou uma super valorização de terrenos e tirou um pouco da paz do local, devido ao grande número de pessoas, segundo um dos moradores. Mas agora parece que já deu uma esfriada, pois dos três restaurantes iniciais um já fechou.




Tem uma praça com um monumento em homenagem a Guido Marlière, onde estariam as suas cinzas.



Descendo um pouco mais temos o antigo casarão. Está em péssimas condições, mas se fosse feita uma restauração iria ficar muito bonito e consequentemente atrair mais turistas.


E mesmo estando abandonado, tem um cãozinho de guarda lá.


Ele se mostrou meio irritado quando viu a nossa presença, mas é super dócil. Bastou meio assobio que ele veio abanando o rabo.


A estrada está em boas condições, mas tem muita poeira devido a falta de chuvas.



Se você é da região e não está com muito tempo disponível este é um ótimo passeio pra esvaziar a mente. E pra quem é de longe fica o convite pra vir em Guidoval.